Menstruação sem neuras


Menstruação pode parecer uma chatice, mas é um mecanismo superimportante do nosso corpo. E não adianta reclamar: todas as garotas, mais cedo ou mais tarde, têm que passar por isso. Já que não dá pra evitar, resolvemos ajudar você a enfrentar esse período da melhor maneira possível.

Adeus à cólica

Uma das coisas mais chatas da menstruação, com certeza, é a cólica. Mas por que ela aparece? A ginecologista Zsuzsanna Di Bella explica que “o útero é um músculo e, durante a menstruação, ele se contrai para eliminar o sangue e o endométrio (pele que o reveste)”. É essa contração do útero que provoca a dor de cólica. Enquanto algumas garotas têm cólica todo mês, outras nunca sofrem com esse problema, pois depende da sensibilidade de cada pessoa.

Segundo Zsuzsanna, as cólicas menstruais são normais, “mas também podem ser motivadas por doenças como endometriose, mioma e cistos ovarianos”. Se a sua cólica é leve, provavelmente não tem associação com esses problemas. Mas, se for moderada ou forte, é melhor consultar um ginecologista.

Existem várias formas de acabar com a dor, desde medicamentos (antiinflamatórios, analgésicos, antiespasmódicos) até tratamentos alternativos, como bolsa de água quente e a prática de exercícios, que ajudam o útero a relaxar e diminuem as contrações. Segundo a ginecologista, independente do método que você utilizar, o importante é tratar logo no início.
Cólicas estão associadas à TPM. Mais sobre o assunto e, principalmente, como passar longe das dores e mau humor típicos desse período, aqui!

 

Higiene Íntima

Não é só a cólica que causa desconforto durante a menstruação. Às vezes, ficamos com a sensação de que estamos sujas, mas não sabemos direito quais são os cuidados que precisamos tomar com nossa higiene íntima. E uma região sensível como essa merece atenção especial durante todo o mês. Sérgio dos Passos Ramos, especialista em Ginecologia, deu umas dicas superlegais. Sabe aqueles sabonetes líquidos, próprios para higiene íntima? Então, pode usar sem medo, pois eles têm pH ácido, que é mais parecido com a vagina. Segundo o ginecologista, eles “são melhores do que um sabonete em barra e podem ser utilizados diariamente desde que não causem qualquer tipo de ardor. Se causarem, devem ser imediatamente suspensos”. Sérgio ainda alerta para os tipos de produtos que não devem ser usados nunca, como desinfetantes, sabão de lavar roupa, sabão em pó e detergentes de cozinha. “Parece brincadeira, mas algumas mulheres usam, portanto vale o alerta. O melhor sabonete é o de bebês, pois sua fórmula tem poucos produtos irritantes”, diz.

Roupa de baixo

Tá legal, higiene intima é muito importante e você sabe como fazê-la. Mas e a calcinha? Você costuma lavar as suas calcinhas durante o banho? Pois saiba que isso não é tão bom quanto parece. “A melhor forma de lavar a calcinha é usando produtos de limpeza específicos para roupas. Elas podem ser lavadas no chuveiro, mas não com sabonetes para a pele, que não foram feitos para isso. O mais importante, em qualquer caso, é enxaguar bem para que não fiquem restos de produtos químicos na calcinha”, explica o especialista.
Vale lembrar que as calcinhas de algodão são melhores, já que tecidos sintéticos impedem a transpiração. Também não é necessário usar protetores de calcinha todo dia, pois, segundo o médico, “a região externa da vagina é muito sensível e os protetores têm produtos químicos que podem causar alergia. Muitas garotas têm corrimentos causados pelo protetor diário”, conta.